domingo, 9 de maio de 2010

Lyoto perde para Shogun no UFC 113



Desta vez não deu para o Lyoto.
Shogun veio disposto a não dar chance da luta ser decidida pelos juízes.
Lyoto começou bem, demonstrando que tinha uma defesa para os chutes nas pernas desferidos pelo Shogun, o que mais o incomodou na primeira luta,mas logo no orimeiro round um soco de direita derrubou Lyoto e Shogun dando mais uns quatro ou cinco socos depois da queda liquidou Lyoto.
Foi uma luta de campeões, daquelas tipo Flamengo e Corinthians com dois times bem arrumados, qualquer um podia ganhar.
Eu na minha singela opinião, de 37 anos praticando karate, achei o Lyoto mal preparado na primeira luta, apesar de ter a convicção que ele ganhou, e continuei com a mesma impressão na segunda.
Lyoto parece estar acima do peso, cansando com facilidade.
Em muitos momentos com uma guarda muito baixa, até mesmo para um karateca.
E seus socos não produziam mais os mesmos estragos dos socos no início de suas lutas no MMA, o que dá moral ao oponente que parte para cima sem acreditar numa pegada "mortal".
Diferentemente de Shogun, se mostrando mais ativo, com uma pegada muito forte, tanto que nocauteou com um bom soco de direita.
Karate é um esporte de velocidade e força final de impacto e não se vence uma luta batendo, batendo e o oponente assimilando a pancada, algo está errado.
Parabéns ao Shogun pela incontestável vitória e parabéns para o Lyoto por sua postura, pela sua capacidade, por seu espírito aguerrido, estando certo que uma derrota por nocaute é sempre uma fatalidade.
Nós karatecas nos alegramos com as vitórias do Lyoto e nos entristecemos com sua derrota, mas luta é isso, um dia vencemos outro dia perdemos, mas o mais importante é o que aprendemos com essas vitórias e com essas derrotas.
Gosto da luta do Shogun, gosto da luta do Lyoto e os considero excelentes representantes brasileiros da artes marciais e com certeza Lyoto irá repensar os seus treinamentos e sua alimentação.
Não acredito que ele deve modificar a sua forma de lutar, mas precisa melhorar o preparo físico, buscar uma pegada mais forte e entrar focado na vitória.
Finalizando, achei essa luta muito prematura. Lyoto sofreu uma cirurgia na mão retornando aos treinos somente em janeiro, o que com certeza prejudicou muito seus socos no treinamento. É impossível se recuperar de uma cirurgia nas mãos em três meses, já que é um local onde ocorrem os maiores impactos.
Enfim, há muito dinheiro investido nisso e muita gente queria ver o Shogun de novo no ring conta o Lyoto, inclusive o dono do UFC.
Oss!
Joil

Nota da imprensa

Assim como avisou em suas entrevistas que antecederam o UFC 113, o brasileiro Maurício "Shogun" Rua partiu para cima do compatriota Lyoto Machida e conquistou o cinturão do peso meio-pesado do evento americano de vale-tudo na madrugada deste domingo, em Montreal, no Canadá.

A esperada revanche começou muito mais movimentada do que a luta de outubro de 2009, vencida por Lyoto, e Shogun acertou uma sequência de socos no 1º round para acabar com a invencibilidade do adversário na modalidade, que durou 16 combates. O juiz encerrou a disputa com 3min35.

A performance arrasadora também encerra a polêmica iniciada na última luta entre os dois. Em um combate técnico, com pouca ação, Lyoto foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes, apesar de grande parte dos especialistas, entre eles o presidente do UFC Dana White, ter visto vitória de Shogun.

Em sua auto-avaliação, o desafiante concluiu que precisaria ser mais agressivo e não dar margens para dúvida. De volta ao octógono, cumpriu as palavras e procurou a contato a todo momento.

Buscou os chutes baixos, assim como na primeira luta, mas encontrou Lyoto com a defesa pronta. Shogun teve dificuldades de acertar golpes, levou contra-ataque e foi derrubado duas vezes antes de acertar um soco que desestabilizou o oponente.

Relembrando os momentos de ouro em sua carreira, quandou foi campeão do extinto Pride (evento de vale-tudo do Japão), não perdeu a oportunidade e com Lyoto já caído castigou com socos que acertaram em cheio a cabeça do adversário.

Com Lyoto rendido no chão, o juiz interrompeu a luta e Shogun pôde comemorar a conquista do cinturão do UFC. O novo campeão tem um cartel de 19 vitórias e quatro derrotas na carreira, sendo que no evento americano venceu três lutas e perdeu duas.

Lyoto, por sua vez, conheceu sua primeira derrota no vale-tudo. No UFC, o lutador conseguiu vitórias expressivas contra Tito Ortiz e Thiago Silva antes de levar o cinturão em maio de 2009, após derrotar o então campeão Rashad Evans.

Fonte:http://www.abril.com.br/noticias/esportes/ufc-113-shogun-nocauteia-lyoto-novo-campeao-557654.shtml

2 comentários:

Anderson disse...

Fiquei muito triste com a derrota de Machida, mas desde o ínicio da luta, já havia comentado o desânimo visível em seu rosto, não senti motivação nem combatividade de sua parte, e infelizmente(pa ra mim) com uma tática brilhante e muito agressiva shogun chega ao título dos pesos meio pesados. Ontem a noite visualizamos um shogun nunca visto! Diferentemente do pride, shogun não se deixou ficar exposto, batendo muito forte e muito rápido e isso foi decisivél para sua boa vitória. Como um bom karateca, penso que lyoto precise mudar o jogo dele, pois está visível o caminho para vence-lo, pois o karatê, não se encaixa muito bem com um jogo com curta distância, e foi o que shogun fez, incurtou a distância sem se expor muito, e logrou a vitória com isso, seria
plausível que lyoto treinasse outras técnicas como boxe(trocação) tecnicas de clinche(muay thay) e refinar a luta de solo para una reação mais explosiva e eficiente no chão. Força Lyoto! Você é Guerreiro! Volta com tudo no UFC!

Seishin Karate-Do Kyokai disse...

Anderson, realmente você tocou num ponto importante. O Shogun se fechava muito bem nos ataques do Lyoto, com uma defesa bem fechadinha de boxe. O karateca precisa aprender essa defesa de boxe, o clinche e aprender a levar socos em curta distância, o que não e muito comum no karate. Quanto ao chão, Lyoto é faixa preta de Jiu-Jitsu.
É sempre bom ouvir vários lados.
Abs